O dilema dos fast foods: ser nutricionalmente correto ou colocar o pé na jaca ?

Esta semana meu filho reclamou que seu McLanche Feliz agora vinha com menos batatinhas e tinha fatias de maçã de sobremesa. Dei toda uma explicação nutricional sobre o motivo da mudança: menos gorduras trans, menos sal na batata, mais nutrientes na maçâ etc…Nada pareceu convencê-lo mas tenho certeza que desde que o brinde continue vindo junto com o lanche, mesmo que o Mc coloque pedras no lugar do hamburger nada modificará sua fidelidade (que para minha felicidade vem diminuindo com o passar dos anos)…É complexo este dilema das redes de fast foods… São perseguidas por serem trash mas ao mesmo tempo não consigo vê-las como um templo da culinária saudável, ou seja se você quer comer saladas orgânicas não será lá o seu destino…Mc Quinoa com aveia ? Mc Tofu com molho de soja ?? Estranho…Ao mesmo tempo vi no http://www.consumerist.com que o Burger King no Japão iniciará uma promoção bem demolidora e mais parecida com sua vocação: compre um combo Whopper (Whopper é o equivalente ao Big Mac do Burger King e o combo vem junto com batatas e refrigerante) e coma tantos Whoppers quanto você conseguir em 30 minutos! Dá para imaginar uma competição gastronômica de adolescentes com potencial para se transformarem em lutadores de sumô em uma semana. O argumento deles para a campanha ? Queremos nossos verdadeiros clientes satisfeitos. Quem tem razão? Difícil…

A torta da vovó é melhor do que apenas uma simples torta.

Esta masterpiece da cultura inútil eu encontrei no http://www.miller-mccune.com e mostra os resultados de uma pesquisa bem interessante para quem dúvida do papel do marketing. Durante 12 dias, em um restaurante da Bretanha na França, os pesquisadores Nicolas Guéguen e Céline Jacob (candidatos fortes ao troféu Ignóbil 2011) compararam o número de pedidos de itens do cardápio em sua forma tradicional vs. os mesmos itens “enfeitados” com uma descrição especial que remetia a memórias afetivas da família. Exemplo: em um dia no cardápio constava salada mista, no dia seguinte o mesmo prato era apresentado como salada mista do tio Jean, o mesmo valeu para a torta de maçã que em dias alternados virava a “deliciosa torta de maçã da vovó”. Os pedidos dos itens com “rótulo” disparavam !O estudo completo foi publicado na revista Food Quality and Preference (confesso que não fui atrás) mas para ser consistente a revista deveria ser rebatizada e passar a se chamar Grandma`s Old-Fashioned Food Quality and Preference Journal.

Os “tios” do hotel fazenda

Este final de semana viemos para um hotel fazenda com as crianças. Já estivémos várias vezes neste mesmo lugar e consigo tirar “fotografias” de diferentes fases da minha vida com os meus filhos aqui. Desta vez nada de caminhada para alimentar o coelhinho ou passeios de pangaré com o papai. Hoje disseram tchau as 8:30h e foram explorar trilhas, cachoeiras,aproveitar a piscina e brincar com amigos. Tudo assustadoramente pré-adolescente… No passado já resmunguei muito quando eles não saiam do pé e ignoravam a presença dos monitores da recreação (os famosos “tios” com sua paciência infinita e prontos para brincar de qualquer coisa.Hoje está sendo um dia de independência total. Pai só serviu para estabelecer a cota de sorvetes que poderiam tomar e perturbá-los com o protetor solar.Dá orgulho de vê-los crescer e caminhando sozinhos mas não dá para deixar de sentir uma certa melancolia de ver a vida passando rápido e inveja dos monitores que depois de anos conseguiram seu objetivo e roubaram eles de mim.

O vermelho agora é branco

Depois do post que escrevi sobre a importância da cor para uma marca e a briga para manter este vínculo protegido, vi uma notícia no http://www.brandchannel.com que me chamou a atenção e vai em outra direção. A Coca Cola decidiu que de Novembro a Março as suas tradicionais latinhas deixarão de ser vermelhas nos Estados Unidos e no Canadá. A razão para isto é divulgar a causa de proteção dos ursos polares no Ártico. O urso polar é símbolo da Coca Cola desde 1922 e com a espécie cada vez ameaçada, a Coca Cola resolveu ser solidária ao tema. Com isto, neste período serão produzidas 1,4 bilhões de latas brancas! Como nem só de cor da lata vivem os coitados dos ursos, a Coca Cola inicia a campanha doando US$ 2 MM para a WWF e além disto a uma mensagem na lata que estimula os consumidores a também fazerem doações de US$ 1,00 para a causa. Se o negócio der certo, o maior risco para os ursos deixará de ser a destruição do meio ambiente e passará a ser seres humanos interessados em um golpe do baú para herdar sua fortuna.

Cores podem ter donos ?

Está acontecendo nos Estados Unidos uma discussão interessante sobre se uma marca tem ou não o direito de patentear uma cor. Tudo começou com o lançamento da coleção 2011 de sapatos femininos da Yves Saint Laurent que tinha as suas solas inteiramente vermelhas. A partir daí a confusão dominou…Christian Louboutin alegou que foi o primeiro sapateiro a desenvolver os solados vermelhos em 1992, quando pintou com esmalte a parte debaixo de um dos modelos.

Seus advogados disseram ainda que os seus solados vermelhos estão protegidos por patente desde 2008 e foram exigir na justiça uma indenização de USD 1 MM da YSL além da retirada do produto concorrente do mercado. Resposta da YSL: Rei Luís XIV em 1600 e Dorothy em Mágico de Oz já usavam sapatos de sola vermelha !
Conclusão: em um primeiro round, o juiz deu ganho de causa a YSL e ainda questionou a validade da patente referida por Louboutin. Parece novela Ti,ti,ti com Victor Valentin vs. Jacques Leclair mas ainda não acabou…Louboutin recorreu e sabem quem resolveu se juntar ao processo como parte interessada ? A joalheria Tiffany, temendo que sua famosa caixinha azul vire genérica…Muito bom ! A discussão tem potencial de ficar bem quente…se ainda a Ferrari quiser virar dona do vermelho,a Land Rover do verde, daqui a pouco o arco iris pagara royalties !

Revivendo os cartões

Nas últimas viagens que fizemos resolvemos retomar um hábito secular, que parecia definitivamente esquecido nos tempos de e-mails e tweets: enviamos cartões postais a amigos e parentes. As pessoas que recebem estranham um pouco (dependendo da imagem do cartão ficam chocadas…). Parece que não entendem como um cartão pode demorar tanto chegar, ficam desconfiadas de ver um selo colado e uma mensagem escrita a mão com uma letra que por vezes não reconhecem (você já reparou que atualmente não sabemos mais se as pessoas tem letra “bonita” ou “feia” ? Só nos comunicamos em fonte Arial tamanho 10) . A verdade é que a personalização da mensagem virou um ritual gostoso. Compramos os postais e selos, escrevemos, vamos ao correio (sim, ainda existem agências de correio) e esperamos a reação do destinatário…

Estamos pensando em repetir a dose para o natal (logicamente que com muitos carimbos de renas, papai noel e árvores). Será uma forma de resgatar a tradição e confesso, evitar que as caixas de entrada das pessoas travem com e-mails de correntes natalinas de estética questionável. Não faz muitos anos que eu media minha popularidade pelo número de brindes e cestas que eu recebia de fornecedores…quando a verba começou a diminuir e os códigos de conduta das empresas começaram a vetar o recebimento de presentes, cresceu rapidamente a quantidade de cartões Unicef….o tempo passou e de uns anos para cá só tenho recebido via e-mail os power points de alguns gigas que não abro por medo de vírus. Imagino que com todo mundo seja igual. É hora de reviver a tradição. Viva os cartões: postais, de natal e de crédito !

Viajando sem sair do lugar

Existem vários dias em que entro no modo piloto automático e a inércia me leva… Quando me dou conta nem sei como cheguei até o escritório..tenho certeza que fui teletransportado…banho, escolher roupa, café da manhã, dirigir, trânsito…parece que um ET assumiu o comando do meu cérebro, me abduziu e me trouxe para o trabalho. Hoje em um momento de dispersão total (em que o ET continuava comandando as minhas atividades…), fiquei pensando o que estaria fazendo naquela mesma hora o guia turístico que eu conheci no Butão, qual seria o tamanho da fila para visitar o Kaddafi na geladeira, se a Cristina Kirchner estava comemorando a vitória na eleição na Argentina. Me lembrei (em um momento de distração do ET ) que a Mariana me falou de um projeto de fazer um filme que usaria como base vídeos enviados através do Youtube mostrando o que as pessoas de todo o mundo estavam fazendo em um determinado dia. Descobri que o filme ficou pronto, chama-se “Life in a day”, teve direção do Ridley Scott, já foi lançado nos EUA no começo deste ano (não sei se foi exibido aqui.. se foi, o ET não me levou) e compilou 80.000 vídeos ,oriundos de 140 países , todos produzidos no dia 24/07/2010. A idéia é muito boa e me deu vontade de assistir e dar uma viajada, mesmo que sem sair do lugar.

Algum ator brasileiro te tira de casa para ir ao cinema ?

Acabamos de chegar do cinema onde fomos assistir a um filme chamado “Um conto chinês”, co-produção argentina e espanhola. O filme conta a história de um chinês que se perde pelas ruas de Buenos Aires em busca de seu tio e é acolhido pelo personagem principal do filme, um dono de uma loja de ferragens, rabugento e solitário. O roteiro é ótimo, o filme é bem humorado e consegue ser emocionante sem ser piegas. Isto tudo nós descobrimos depois…

Fomos ao cinema basicamente porque era um filme com o  Ricardo Darin que estrela dez entre dez filmes argentinos e que achamos muito bom. Somos rivais no futebol, temos nossas diferenças com os argentinos, mas temos que reconhecer que em matéria de cinema eles estão na nossa frente. “9 rainhas”, “O pai da noiva”, “O segredo dos seus olhos” são filmaços e todos eles tem um show do Darin. Fiquei pensando se tinha algum ator brasileiro que me tirava de casa para ir ao cinema na base da confiança e concluí que não. Até pensei no Wagner Moura mas por enquanto ele ainda é ator de um personagem só (apesar de ótimo como Capitão Nascimento). Entre o Conto Chinês e os 3 mosqueteiros, não tenham dúvida…contribuam com o Mercosul !

Bolinhos, pique pique e reflexões sobre a data de nascimento

Esta foi uma semana cheia de aniversários acontecendo perto de mim, mulher, filho, sobrinhos… Festas, bolinhos, mensagens do além que chegam via Facebook. Tudo acontecendo em ritmo de micareta, um carnaval fora de época em que todo dia tem uma comemoração ! Como alguém que nasceu no dia 30/12 (meu pai sempre falou que o parto foi acelerado para dar tempo de conseguir me lançar como dependente do imposto de renda dentro daquele ano e diminuir o que ele precisava pagar ao governo), celebrações de aniversários nunca foram uma constante na minha vida e jurei que jamais deixaria que meus filhos nascessem entre +- 20/12 e 05/01. É certeza que se isto acontecer, o tema terá que ser tratado futuramente com o analista: presentes que não aparecem, amigos e familiares que não telefonam, inexistência de festas…Dramático e horas de divã para recuperar a auto-estima ! Hoje percebi que não estou sozinho ! Vi que nos EUA , ainda que por motivos diferentes há uma queda de 5,3% nos partos naturais e 16,9% nas cesáreas no dia do Halloween (31/10) vs. a média de nascimentos dos outros dias. A data está relacionada a azar e mau agouro e ninguém quer que o filho passe por isto. Em compensação, no dia 14/02, dia dos namorados, o número de partos naturais cresce 3,6% e o de cesárias 12,1% ! Resumo: baciada de aniversariantes em 14/02…o famoso varejão ! Para quem quiser ver a reportagem sobre o tema está no site da http://www.abcnews.go.com

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 70.324 hits

Páginas mais populares

Jogo do banquinho
As últimas campanhas da Coca Cola continuam com gás ?
Mensagem ao Ursinho Puff
outubro 2011
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
%d blogueiros gostam disto: