iSad

 

Fiquei pensando um pouco sobre a morte do Steve Jobs.Reflexões que variaram desde como com todo o dinheiro do mundo ele não conseguiu se curar e morreu jovem, passando pela sua capacidade de ditar tendências e mudar a vida de milhões de pessoas. Mas o que pensei mesmo é que para mim ele sempre representou a negativa aos chavões clássicos de marketing…duvido que iPods, iTunes e iPads tenham aparecido depois de pesquisas quanti ou com alguém observando consumidores atrás de salas de espelhos. Sempre me identifiquei com a sua visão de que as coisas precisavam ser funcionais mas tinham que necessariamente ter uma estética e design. Quem já abriu uma caixa de um produto Apple sabe o que eu estou descrevendo. Enfim, a verdade é que este é um daqueles caras que eu gostaria de ter tido a oportunidade de conversar por pelo menos cinco minutos. Agora só quando eu encontrá-lo nas iClouds…

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 65.667 hits

Páginas mais populares

outubro 2011
S T Q Q S S D
« set   nov »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
%d blogueiros gostam disto: