Avesso

É fantástico este campeonato paulista. Você joga 19 jogos, consegue a sua classificação em uma boa posição e isto te dá o incrível direito de jogar em casa no momento da decisão. Nada além disto, nem sequer a vantagem do empate. Se empatar, pênaltis, sem prorrogação. Na hora da decisão, em que finalmente o interesse e a audiência aparecem, cria-se uma fórmula com um mata-mata só de ida (ou seja, “mata”). É tudo ao contrário…Esquisito. Para estar alinhado com este iluminado campeonato, o São Paulo, que um dia se auto-proclamou soberano, lança um uniforme para comemorar as novas cadeiras do estádio. Sim, uniforme vermelho “cadeira”. Uniforme novo, jogo decisivo, bom público, TV, bom retorno para os  patrocinadores, certo ? Errado. Conseguiram fazer um uniforme em que as marcas dos patrocinadores e o distintivo do clube, não aparecem. Foram colocadas em uma espécie de marca d’água. Parece que a camisa está do avesso…O seu adversário, a Penapolense, também não deixou barato, optou por uma versão uniforme “abadá”, com umas dez marcas de todas as cores, sobre um fundo listrado.  Na verdade,o que está do avesso é este campeonato. É uma aula de como fazer para não atrair atenção de torcedores e patrocinadores.

Brasil: capital Buenos Aires

ImagemQuem viaja por aí sabe que embora isto tenha diminuído, não são incomuns questionamentos sobre que língua falamos, se a nossa capital é Buenos Aires e outras dúvidas peculiares sobre florestas, índios e cobras. A famosa globalização e a entrada do Brasil no circuito pop deram uma melhorada na situação e embora Rio de Janeiro com o Pão de Açucar e Corcovado ainda sejam referências e sinônimos de Brasil, aos poucos São Paulo, a Marginal Tietê e o Sanduíche de Mortadela do Mercadão, gradativamente passaram a ser incluídos no mapa mundi.

Era o que eu achava…Eis que vejo que a NBC, uma das maiores redes de TV dos Estados Unidos, ao reportar a desgraça de Santa Maria, resolveu brindar os seus espectadores com a geo-localização dos fatos. No mapa da NBC, São Paulo, pequenininha, com seus alguns milhões de habitantes se deslocou uns 4000 Km e a selva que era de pedra, agora é amazônica. Quem sabe até a Copa do Mundo não resolvem acertar o mapinha….

De herói a vilão

Ontem era um dia especial para o Edu, meu filho. Para o meu desgosto mas para a sua felicidade, ele conseguiu um “esqueminha” para entrar em campo junto com o time do São Paulo. Ele estava excitado. Era a estréia do Luis Fabiano e portanto dia de alvoroço na floresta. Foi cedo para o estádio, se fantasiou e não continha a excitação. Na volta (não, não fui com ele e nem virei casaca), perguntei como havia sido. A única coisa que ele conseguiu me falar é se eu acreditava que dentro do campo quando ele foi falar com o Rogério Ceni, o Rogério pediu licença e para ele sair da frente. Acho que o pequeno mundo dele caiu a tal ponto que ele criou uma história de que ficou com tanta raiva que deu um tapa no traseiro do Rogério e saiu correndo. Provavelmente o tapa foi imaginário mas a mudança com o Rogério foi real e ele já se transformou imediatamente para ele em um frangueiro, chato (tudo o que já era para mim…). Crescendo e aprendendo.

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 62.629 hits

Páginas mais populares

novembro 2018
S T Q Q S S D
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
%d blogueiros gostam disto: