Um bilhão de amigos

Roberto Carlos cantava alguns anos atrás que gostaria de ter um milhão de amigos para poder cantar mais forte…Parecia muito. Mark Zuckerberg esta semana conseguiu ir um pouco mais longe e anunciou que aglutinou um bilhão de amigos em torno de seu Facebook. Mais do que um bilhão de usuários, como as pessoas se comunicam entre si, ele conseguiu criar um bilhão de redes sociais e isto é ainda mais impressionante. Me lembrei do McDonalds que um dia se orgulhou de dizer que tinha bilhões de hamburgers servidos e que agora se esforça para dizer que entre saladas e sorvetes, discretamente , até vende hamburgers.

Será que o Facebook sobreviverá ? Será que as pessoas seguirão se conectando através desta plataforma ou se cansarão de expor suas vidas ? Será que o “dislike” do Facebook está a caminho ?? Ainda faltam pelo menos 6 bilhões de pessoas para conquistar e Mark terá muito trabalho na Ásia e na África…

De qualquer maneira, ainda é tempo de comemorar e como seria difícil fazer uma festinha, Mark resolveu lançar a primeira campanha publicitária do Facebook. O fez em grande estilo…o filme é assinado por Alejandro Iñárritu, que dirigiu Babel e Biutiful. Nada como ter muitos amigos…

Peça pelo número

Várias pessoas falam que jamais poderiam ser médicos por lidarem com a morte e verem sangue. Outros dizem que ser advogado é uma profissão inimaginável  pelo seu linguajar rococó e pelos prazos enormes para que as coisas se decidam. Hoje, durante um voo concluí que mesmo que eu fosse ultra bem remunerado, jamais seria um “aeromoço”. Falar pelo menos umas 50 vezes por voo: o que o sr. desejaria para beber ? Prefere carne ou frango ? Seria uma tortura muito grande. Sempre ouço que eles conhecem o mundo mas para cada aeromoço que voa para Paris imagino que exista meia dúzia voando para alguns cafundós menos charmosos. Pela vocação de servir, sempre comparo o trabalho de um aeromoço com o de um garçom, mas acabo de concluir que o garçom interage mais com seu cliente, que pode ao menos escolher entre itens diferentes do cardápio.  Ou seja, tem alguma surpresa, tem variação. Aeromoço acaba sendo quase atendente do McDonalds…o passageiro tem que pedir pelo número.  No Mc, o cara ainda dá troco e o ambiente de trabalho não chacoalha e nem corre o risco de cair. Deve ser mais divertido…

O dilema dos fast foods: ser nutricionalmente correto ou colocar o pé na jaca ?

Esta semana meu filho reclamou que seu McLanche Feliz agora vinha com menos batatinhas e tinha fatias de maçã de sobremesa. Dei toda uma explicação nutricional sobre o motivo da mudança: menos gorduras trans, menos sal na batata, mais nutrientes na maçâ etc…Nada pareceu convencê-lo mas tenho certeza que desde que o brinde continue vindo junto com o lanche, mesmo que o Mc coloque pedras no lugar do hamburger nada modificará sua fidelidade (que para minha felicidade vem diminuindo com o passar dos anos)…É complexo este dilema das redes de fast foods… São perseguidas por serem trash mas ao mesmo tempo não consigo vê-las como um templo da culinária saudável, ou seja se você quer comer saladas orgânicas não será lá o seu destino…Mc Quinoa com aveia ? Mc Tofu com molho de soja ?? Estranho…Ao mesmo tempo vi no http://www.consumerist.com que o Burger King no Japão iniciará uma promoção bem demolidora e mais parecida com sua vocação: compre um combo Whopper (Whopper é o equivalente ao Big Mac do Burger King e o combo vem junto com batatas e refrigerante) e coma tantos Whoppers quanto você conseguir em 30 minutos! Dá para imaginar uma competição gastronômica de adolescentes com potencial para se transformarem em lutadores de sumô em uma semana. O argumento deles para a campanha ? Queremos nossos verdadeiros clientes satisfeitos. Quem tem razão? Difícil…

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 62.628 hits

Páginas mais populares

novembro 2018
S T Q Q S S D
« jun    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
%d blogueiros gostam disto: