UFC nipônico

Como parte da imersão na cultura local e tentando ampliar o universo esportivo para além de uma bola de futebol, fomos em busca de uma luta de sumô. Fomos rapidamente informados pelos nativos que não era época dos campeonatos e que deveríamos nos contentar em assistir os lutadores praticando em uma academia. Lá fomos nós…Imaginava que chegaria a uma Cia Athletica nipônica, dotada de tecnologia e equipamentos de ponta. Nada…um ginásio simples e discreto perdido no universo urbano de Tokyo. Chegamos lá, tiramos os sapatos e fomos orientados a assistir em silêncio ao treino. Os lutadores obesos,certamente alimentados com algo mais que sushi e sashimi, vestem apenas um traje que lembra uma fralda e ostentam penteados estilo “Pedrita” , a filha dos Flinstones. Lutam em um piso que parece ser de saibro e não há tatame, o que contribui para deixar os lutadores imundos. Também não há octógonos ou cordas, apenas um círculo, que delimita a área da luta. Em Tokyo porém , um grande ginásio onde se realizam os campeonatos nacionais e que tem capacidade para 45.000 pessoas. Mais do que no UFC número 384.

Depois de uma hora de sumô, vendo os gigantes se trombando, a cota de paciência já tinha acabado. Desconcentrado, fiquei analisando quais dos lutadores alí teriam condição de limpar seu próprio traseiro…Todos ali pareciam aptos. Sim, fomos informados que esta é uma tarefa nobre destinada aos iniciantes, que devem ajudar os lutadores mais obesos que não conseguem realizar tal atividade. Antes de ir embora a minha conclusão é que também no Japão acabam maltratando o estagiário !

O início da epopéia

Chegar ao aeroporto e ter a convicção que você está no estádio gera uma sensação de alucinação, como se você estivesse imaginando coisas…. Em todos os guichês de check in, independentemente do destino: Londres, Cingapura e Paris, a cena se repetia…Passageiros vestidos de preto e branco por todos os lados. A passagem pela polícia federal lembrava a entrada do Pacaembu, onde se respeitar filas não é um hábito muito consolidado. Na minha rota, via Londres, todos os meus vizinhos de voo estavam uniformizados criando uma cumplicidade diferente a bordo. Viajavam contidos…nada de gritos de guerra ou batucadas.Todos calmos e comportados, guardando energia para a sua longa jornada.

Falar inglês não parecia ser a principal virtude da maioria e depois de interceder para ajudar um comissário que obtinha “Coke” como resposta a sua oferta de English Newspapers, fui informalmente nomeado por ele como seu ajudante na vizinhança. Ele me perguntou incrédulo se era verdade que todos ali viajavam para o Japão e quanto tempo duraria o tal campeonato. Quando respondi que eram dois jogos, vi surgir aquele leve sorriso irônico britânico e ele me disse: espero que seu time ganhe, senão o voo de volta será um pouco longo…A simpatia só foi retomada na chegada a Londres, quando o comissário, depois de agradecer a todos pela preferência e lembrar para não esquecer os pertences de mão, desejou boa sorte aos corinthianos. Aí não teve jeito…o avião virou arquibancada.

Algumas horas de espera, tempo para visitar a rainha e felicitar a Kate pela gravidez. Mais 12 horas , atualização completa dos filmes e cheguei ao Japão. A viagem está começando !

 

Temporada Japonesa

Hoje começa a temporada japonesa do Blog. Ver o Corinthians jogar era o pretexto perfeito para eu me aventurar pelo oriente. Umas 10.000 pessoas tiveram a mesma idéia. Mais do que uma viagem de turismo, esta experiência tem tudo para ser uma grande experiência antropológica. Haverá a cultura local, os templos, os samurais, as gueixas, a modernidade, o respeito, a disciplina e tudo isto se encontrando com um bando capaz de cruzar o mundo para ver seu time jogar . Ganhar ou perder será o menos importante, o mais divertido será testemunhar este encontro. O Japão jamais esquecerá estes dias e eu tenho certeza que não faltarão histórias para contar.


Arigatô

 

Demorei um pouco para escrever sobre a final da copa Libertadores e as mil e uma peripécias do Sheik que não é das Arábias mas sim das Américas. Queria esperar a poeira baixar, ter tempo para descarregar dúzias de sms e mensagens infames contra todos aqueles que azucrinaram por anos com piadinhas sobre falta de passaporte, Tolima e afins.  48 horas depois dá para dizer que o bullying futebolístico dará uma longa pausa. Os corinthianos ganharam sua alforria. Fiquei pensando em metáforas menos sexistas mas a verdade é que  antes éramos tratados como os meninos que ainda não tinham beijado, os adolescentes virgens, com espinhas e voz esquisita. Agora tudo mudou…ficamos com a menina mais  desejada da classe, levamos para a cama na  primeira noite e ela ainda mandou mensagem para as amigas impressionada com a nossa performance. O resto da turma está com muita inveja…Ganhamos do Boca, uma espécie de top model futebolística. Chegar perto já provocaria  respeito, dar um beijinho renderia história mas comer e todo mundo saber faz muito bem para o ego narcisista dos corinthianos. Agora que estamos de peito estufado e confiantes no nosso poder de sedução seguiremos viagem para novas conquistas no Japão. Arigatô…


O meu é diferente do seu (2)

Depois da Coca Cola Australiana personalizada para o Jenecrílson que mencionei no post anterior , aí vai um outro exemplo de customização bem interessante. O serviço postal do Japão permite que agora você crie o seu próprio selo, utilizando as imagens que desejar. Basta você entrar no link www.http://kitte-shop.post.japanpost.jp/framestamp_oogata.html (pensei em deixar apenas http://www.japanpost.jp mas a navegação para ocidentais que não falam o idioma é um tanto complexa), fazer o upload da imagem que quiser e definir também o valor do selo.

Exemplos de selos "personalizados"


O serviço permite que você faça folhas customizadas com 10 ou 20 selos com valor de face de 50 ou 80 ienes e custa cerca 2000 ienes (+_ R$ 50,00) dependendo da encomenda. Imagens de cerimônias de casamento e viagens de férias em família são as campeãs. Parece que as cenas da família imperial , do Monte Fuji e das cerejeiras em flor,perderão espaço. Desta vez o Jenecrílson não tem do que reclamar…Qualquer um pode ter o seu “selo particular”.

Pé na jaca não…agora é jaca tamanho família

Depois da minha descoberta sobre a promoção do Burger King no Japão que permite que a vítima coma quantos Whopper aguentar em meia hora, confirmei que por lá eles realmente fizeram uma opção clara entre o pé na jaca e o nutricionalmente correto. Li no http://www.inventorspot.com que eles decidiram lançar também o Whopper com dimensões de uma pizza !
A idéia é servir uma refeição para grupos ou para famintos ! Você ainda pode pedir o sanduíche no estilo “meio a meio”…para piorar as opções ainda são aterrorizantes. Além das tradicionais “coberturas” de Whopper como tomate, cebola, ketchup e picles, você pode pedir coberturas adicionais para a “outra metade”: abacate fresco ou nacho e queijo com tortillas e pimenta jalapeño !!! A recomendação é comer o sanduba em fatias como se fosse uma torta ! Parece que estão realmente fazendo um esforço para que os consumidores explodam suas balanças ! Aqui no Brasil a promoção de ganhar um sorvete de casquinha ao pedir um combo imitando a voz do Anderson Silva, além de um pouco menos calórica, é bem mais divertida…

Tsunami de informações

Sempre se fala que a velocidade de transmissão das informações está mudando e que em tempos de internet as notícias andam cada vez mais depressa e que se globalizam instantaneamente  (ainda assim é difícil que a internet consiga bater o recorde de velocidade de troca de informações que pertence conjuntamente a minha mãe e a minha tia e que é de 0,001 segundo – tempo médio da notícia de uma chegar para outra….). Todos nós sentimos isto intuitivamente no dia a dia mas vi uma análise que compara o número de tweets enviados/recebidos do Japão antes e depois do terremoto / tsunami de março com um intervalo de 16 minutos. É incrível e serve para ver também quem tem conexão com o pessoal do Japão…reparem que há vários tweets indo e vindo do bairro da Liberdade !

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 70.733 hits

Páginas mais populares

Lições
maio 2021
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  
%d blogueiros gostam disto: