Entrando numa furada

Você vai sair para trabalhar e observa que o pneu de seu carro está baixinho, quase chegando no chão. Alternativa A: macho que é macho, troca o pneu em minutos e se orgulha de ficar com as mãos sujas. Alternativa B: liga para o zelador para pedir ajuda. Alternativa C: você não precisa mais afirmar a sua masculinidade mas também não quer ficar mal falado na vizinhança. Dá mais uma olhada no pneu e se certifica que é possível chegar até o borracheiro da vizinhança sem destruir a sua roda. Você opta pela alternativa C, mais compatível com o seu momento de vida e com a sua preguiça. Chega ao borracheiro e encontra a Xuxa, a Luiza Brunet e mais algumas desconhecidas, já amareladas e rasgadas mas ainda vivas nas paredes sujas. Vê seu pneu ser mergulhado em uma banheira com água que parece ter vindo do Rio Tietê. Surgem bolinhas que indicam a presença de um pequeno prego. Em instantes o artesão da borracha recupera o seu pneu e o trabalho é concluído.

Por um minuto eu penso: será que os pneus de uma Ferrari ou de um Rolls Royce também furam ? Será que existe borracheiro com poster de mulher pelada em uma Autobahn ?

Imagino que sim…talvez os carrões do mundo frequentem borracheiros mais glamourosos e assépticos mas o princípio do trabalho deve ser o mesmo, afinal pregos não são preconceituosos ou discriminatórios…

 

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 68.463 hits

Páginas mais populares

O íncrivel ciclo da vida e sua relação com as bolachas Oreo
Adesivo família feliz
Sorvete Napolitano
O deserto que sempre imaginei
Mostarda mas não falha
janeiro 2013
S T Q Q S S D
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
%d blogueiros gostam disto: