O deserto que sempre imaginei

Chegou a hora de superar a decepção dos poucos flamingos estáticos do primeiro dia e irmos em frente. A animação voltou rápido com as caminhadas por paisagens secas e terrosas mas de cores e formas fascinantes . Mas o que simbolizou a retomada da energia foi o encontro com os cactos. Cactos gigantes, com cerca de 4 m de altura e centenas de anos ( o cacto cresce entre 4 a 6 mm ao ano) enfeitam grande parte da paisagem e trazem vida ao deserto. Além de admirá-los pelo seu porte, vem uma satisfação quase infantil, de entrar em um cenário de desenho animado e na representação que eu, como criança, faria de um deserto. Fiquei com a impressão de que encontraria o Pepe Legal ou o Papa Léguas a qualquer instante e que o Coiote passaria correndo por mim.
Os cactos que em ambientes exuberantes significam escassez, aqui trouxeram exatamente a sensação oposta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 61,319 hits

Páginas mais populares

fevereiro 2012
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
272829  
%d blogueiros gostam disto: