O primeiro coquinho (Kokinho ?) catado a gente não esquece

Confesso que nos últimos meses escrever tem consumido uma boa parte do meu tempo e se transformou em um ótimo passatempo. Antes do casamento e durante a lua de mel, via as coisas acontecendo e pensava: isto aqui daria um post. A festa passou, a lua de mel acabou, a Mari já aceitou e agora vamos  ter uma  plantação e  colheita dos coquinhos ou “kokinhos”, menos temáticos. Serão coisas do meu dia a dia, legais, chatas, superficiais, profundas, 10 posts por dia, 10 dias sem posts…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 66.146 hits

Páginas mais populares

Meu reino por um cavalo
Lições
Carne fraca, miolo mole
Branca de Neve - versão 2013
setembro 2011
S T Q Q S S D
    out »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930