Você tem sede de que ?

gatorade-showerVocê consegue vencer a preguiça. Coloca a fantasia de esportista e resolve se exercitar. Fica orgulhoso por estar transpirando em função de uma atividade física e não porque o ar condicionado de sua sala não está funcionando. Apesar do cansaço pós-exercício, vem aquela sensação de bem estar e realização pessoal. Possuído pela alma de atleta, sente que é hora de recompor suas vitaminas e sais minerais. Água ? Nem pensar…Você é um homem de marketing e resolve prestigiar os seus colegas marketeiros que criaram a água tingida que supostamente tem estas virtudes e que atende pelo nome de Gatorade. Você sente inveja desta criação: R$ 5,00 por soro caseiro com sabor de frutas…Quem inventou é realmente brilhante…É o exemplo perfeito do “valor agregado”…o tão sonhado produto que possui margens de contribuição desejadas por qualquer capitalista.
Você esquece as reflexões marketeiras e volta para a vida. Suado, tenta matar logo a sede com o seu Gatorade. Primeiro passo, tirar o lacre de plástico que reveste a tampa. Parece gincana do programa do Gugu…Há um serrilhado mínimo, sua mão escorrega e você apela para a dentada. Aproveita que já está com a bota na botija para puxar o bico da embalagem com os dentes. Aleluia…Faz pose para saciar a sede e poder beber logo o seu néctar de atleta mas nada desce…Não pode ser…Será que o bico está entupido ? Não…Tira a rosca da tampa e descobre que há um segundo lacre. Também impossível de ser retirado, merece uma nova dentada. Quase desidratado e revoltado por não ter ido direto ao bebedouro, finalmente você tem acesso ao conteúdo de seu Gatorade. Questão de segurança e qualidade dirão alguns…por isto tantos lacres. Obrigado ! Agradeço mas alguém precisa se lembrar que antes de me livrar de um potencial envenenamento, eu queria apenas matar a sede rapidamente. Não posso gastar mais tempo para abrir uma garrafinha plástica do que fazendo os meus exercícios. Queria mexer os meus músculos e não testar a força de meus dentes. Marketeiros, saiam a campo e ao invés de se dedicarem a criação de sabores exóticos, se esforcem para criar uma embalagem que funcione! Pronto: Arrumei o pretexto que precisava para não fazer mais ginástica…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 66.271 hits

Páginas mais populares

Jogo do banquinho
Keep walking de metrô e não de carro
O mítico pão de semolina
Mensagem ao Ursinho Puff
Mostarda mas não falha
fevereiro 2013
S T Q Q S S D
« jan   mar »
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728  
%d blogueiros gostam disto: