No meio do caminho tinham umas pedras

Depois da tempestade vieram o sol e o calor. Dia perfeito para conhecermos Trogir e Split, cidades próximas e parecidas entre si. Split é maior e tem maior relevância histórica. Lá ficam as ruínas do palácio onde viveu Diocleciano, imperador romano que nasceu e morreu na Dalmácia por volta dos anos 300. Ambas são muradas e recortadas por vielinhas estreitas e charmosas com dezenas de cafés e restaurantes.Do lado de fora dos muros em compensação, a arquitetura deixa de ter inspiração e charme romano e ganha a delicadeza e beleza dos grandes conjuntos habitacionais de legítimo padrão soviético. Muito feio..

É final de verão e ainda está escurecendo quase as 8 pm. e para aproveitar o dia ao máximo, depois do passeio, nos aventuramos em nosso primeiro banho no mar Adriático. A sensação foi bem esquisita…Não pela água, que tinha temperatura gostosa e era verdinha e cristalina mas deitar em uma espreguiçadeira em uma praia de cascalho é no mínimo estranho. As pedrinhas parecem material de construção e a praia dá a impressão de estar em obras…Você tem certeza que o próximo passo será asfaltá-la. Caminhar de seu lugar até o mar se transforma em algo próximo a um pagamento de promessa ou castigo por mau comportamento. Quem diria que eu teria que reconhecer que a areia, tão amaldiçoada quando gruda em lugares esquecidos do corpo, faz bastante falta…

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 70.331 hits

Páginas mais populares

As últimas campanhas da Coca Cola continuam com gás ?
Mensagem ao Ursinho Puff
O mítico pão de semolina
DNA para vira-latas
setembro 2012
S T Q Q S S D
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930