Mensagem ao Ursinho Puff

poohSegundo o site Huffington Post, Winnie the Pooh, também conhecido por aqui como Ursinho Puff, é uma fêmea ! O amigo do Cristóvão ganhou o nome Winnie the Pooh por causa de uma ursa chamada Winnie. Um veterinário inglês comprou a filhote Winnie durante a Primeira Guerra Mundial mas teve que deixá-la  no zoológico de Londres. Lá, Winnie era frequentemente visitada por um garoto. O menino amava tanto Winnie que deu o nome dela a seu próprio urso de brinquedo. O pai do garoto era Alan Milne, autor das histórias de Puff. Com esta situação bombando na internet, me senti obrigado a escrever uma mensagem para o Puff

Ah Ursinho Puff ! Depois de tantos anos agora você vem me contar que é uma ursinha ?! Esperava algo assim por parte de alguns dos teus primos, os Ursinhos Carinhosos, mas você me surpreendeu pela coragem. Será que foram os ventos modernizadores da sociedade que te inspiraram a fazer esta revelação ? O(A) Laerte ? A (O) Thammy ? Também pode ter sido aquele Ted, que tem hábitos mais liberais. Como devo te chamar daqui para frente ? Tinha pensado apenas em referir a você como Puff, sem gênero.Você topa ? E o Leitão, o Tigrão, e o coelhinho Abel, aceitaram bem esta sua mudança ? Você pretende tomar hormônio e colocar prótese de silicone ou é apenas algo íntimo, relacionado com a sua alma e o desejo de se sentir uma mulher ? Recomendo muito cuidado com os reacionários. Terá gente queimando os teus DVDs em praça pública e pedindo para a Ri Happy te boicotar. Aliás faz tempo que andavam comentando que você vivia sem calça e com uma camisetinha vermelha que sequer cobria o seu umbigo. Já tinham reclamado para o Bolsonaro e para o Feliciano. Agora então, virão para cima. Enfim, Puff. Conte comigo. Se quiser privacidade para poder namorar em paz com o Zé Colméia é só avisar. Temos um quarto de hóspedes em casa e mel da melhor qualidade. É só aparecer.

Ted, o ursinho pervertido

Neste final de semana assisti “Ted”. O filme não vai ganhar Oscar, não entrará para a história do cinema mas a idéia do roteiro é muito boa e faz com que  “Ted”  comece inocente como filme infantil e termine como uma comédia totalmente politicamente incorreta. O filme conta a história de John, um menino tímido e isolado do mundo, que ganha um ursinho de pelúcia de presente de natal e faz um pedido aos céus, para que Ted ganhe vida e seja seu amigo para a vida inteira. Pedido feito, pedido atendido e Ted, transformado em um bicho de pelúcia “vivo”, se transforma em seu companheiro de todas horas. Algo fofo quando o cidadão tem 8 anos e difícil de administrar quando ele tem 35 e o ursinho vira um depravado chegado em drogas e ninfomaníaco. Fiquei pensando na quantidade de Mammys desinformadas sobre o conteúdo de Ted, exibindo o filme por engano aos seus rebentos. Será um choque e certamente depois dos primeiros minutos de “Sessão da Tarde”, muitos pedaços terão que ser pulados. Valeu o ingresso…”Ted” foi das coisas mais divertidas que assisti recentemente.

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 74.865 hits

Páginas mais populares

A força da camisa
Meu reino por um cavalo
Sorvete Napolitano
Mostarda mas não falha
Carne fraca, miolo mole
setembro 2022
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  
%d blogueiros gostam disto: