Broadway

broadway2

De tempos em tempos, quando viajo, me submeto a um ritual de auto-flagelação. Talvez para compensar as coisas boas que viagens sempre trazem como passeios por lugares legais, restaurantes bons e companhia agradável, estabeleço esta punição para me lembrar do outro lado da vida. A auto-flagelação consiste em pagar caro (afinal o efeito não seria igual se fosse de graça) para assistir a um espetáculo da Broadway. Pode mudar a peça que o efeito é o mesmo. São três horas de cantorias intermináveis…o homem aranha canta, o fantasma da ópera canta, a fera que ameaça a bela canta e até o leão não ruge, também canta…Os personagens jamais falam entre si. Podem estar brigando, se xingando, se matando…sempre farão isto animados pelo ritmo melodioso de uma orquestra. A sensação de que por vezes o tempo não passa nunca é tão real como quando estou assistindo uma peça da Broadway…depois de 1,5h de lá,lá,lá, acendem-se as luzes e você se dá conta que aquilo foi apenas o primeiro ato e que outra sessão equivalente está por começar.É algo que não acaba nunca, é a materialização do infinito! Se o desenvolvimento da paciência é uma virtude para fazer um ser humano crescer, as horas recentes de Broadway certamente contribuem para me transformar em um gigante…broadway

A aranha e a cigarra

Tenho enormes dificuldades com os espetáculos da Broadway. Respeito as super produções mas confesso que a cantoria dos musicais não é exatamente a coisa que mais gosto. No passado fui até rever Fantasma da Ópera para ver se eu nõo havia entendido ou se eu era chato mesmo. Concluí que eu e o Fantasma tínhamos mesmo incompatibilidade de gênios…
De passagem por NY fui assistir ao mais recente sucesso da Broadway: Homem Aranha. Os motivos para tentar superar meu preconceito foram as relatadas performances acrobáticas do super herói que voa pelo teto de todo o teatro e a trilha sonora feita pelo U2. Meu veredicto é que enquanto o Homem Aranha é aranha, o espetáculo é realmente legal, com voos pelos três pisos do teatro e telões com imagens de alta definição que fazem você pensar que está em um show de uma banda de Rock. O problema é quando a aranha resolve virar cigarra e cantar. Tem pelo menos meia hora de cantoria do personagem Peter Parker para a Marie Jane que são soníferos de primeira qualidade. Vou minimizar e não dar muita ênfase a questão do figurino do vilão Green, que parece ter sido inspirado na Cuca do Sítio do Picapau amarelo (quem assistir concordará comigo !).
Estou atualizado, tenho assunto com todos os brazucas que também estão por aqui mas a missão Broadway do ano,está cumprida, sem perspectivas de repetição futura.

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 65.875 hits

Páginas mais populares

outubro 2019
S T Q Q S S D
« jun    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  
%d blogueiros gostam disto: