Personagens do Linkedin

linkedinSe é que existe alguma rede social que tem algum valor para quem não está disposto a ajudar na busca de um lar para cãezinhos desamparados ou a encontrar fórmulas mágicas de emagrecimento, é o Linkedin. O Linkedin na sua essência, serve eminentemente para contatos profissionais. Seria ótimo se fosse apenas isto… Vejo no entanto, que muitas pessoas ainda tem uma certa dificuldade em diferenciar esta rede social de uma série de outras que elas utilizam no dia a dia.

Os exemplos são muitos…A começar pelas fotos que ilustram os perfis dos executivos…Entendo que vários profissionais sejam casados, mas por que motivo eles tem que colocar no seu perfil, justo a sua fotinho do dia do casamento ? Homens de olhos marejados, com cravos na lapela aparecem aos montes…As noivas, vestidas de branco, até que não tem vez…Madrinhas, em compensação, estão por toda a parte. O resultado é uma série de mocinhas representadas por imagens em que estão com maquiagem de gala, brincos cintilantes e babyliss nos cabelos. Será que alguém comparece ao local de trabalho com estes figurinos ?! Só se for “church office”

E as imagens tendo como fundo o Empire States, a torre Eifel e o Coliseu ? Se você não conhece a turma, poderia imaginar que sejam pessoas que trabalham no segmento de viagens, talvez como agentes de turismo….Não, nada disto. São fotos que mostram momentos de férias das pessoas, seja com bermudão, óculos escuros e cerveja, seja esquiando na neve ou conhecendo pontos turísticos pelo mundo. De preferência os filhos, a sogra e o cachorro também aparecem na mesma fotinho, para passar a mensagem de família unida. Em uma rede social dirigida ao mundo dos negócios, não sei se é uma boa idéia deste pessoal  reforçar que gosta mais de passear do que de trabalhar (no fundo todos nós gostamos mas não precisa deixar isto tão explícito…).
Também merecem destaques os nomes dos cargos  que as pessoas muitas vezes colocam para engrandecer e embelezar seus currículos. No Linkedin, office boy vira “gerente de fluxo de informações internas”, padeiro se transforma em “empreendedor do setor alimentício”…. Até hoje, o que mais admirei no entanto, foi o cidadão que colocou  que o seu cargo era “eterno aprendiz”…Tenho certeza que ele está conectado com o “pescador de ilusões” e com o “cavaleiro da esperança”…

Últimos desejos

ovelhinhaParece que lá se vai mesmo o brasileiro que um dia pensou que entraria na Indonésia com 13 Kg de cocaína…
Os seus carrascos lhe darão direito a algumas escolhas finais: ser fuzilado em pé ou deitado e decidir entre ter apenas  uma venda em seus olhos ou um capuz.
Fiquei impressionado com a gentileza e a cordialidade. Já a última roupa, mesmo que queira,não poderá escolher…vai embora de avental branco mesmo.
Procurei me colocar no lugar do cidadão. Todos nós sabemos que morreremos um dia mas morrer com hora marcada, tipo horário agendado para ir ao dentista, é terrível… Já que o destino está selado e que não tem mais pedido de clemência para ser analisado, eu teria vontade que tudo acabasse o mais rápido possível…Pediria antecipação de fuzilamento.
E ter que fazer estas opções ? O meu primeiro ímpeto foi pensar que me posicionaria como o valentão e optaria por ficar em pé,apenas com a vendinha,isto porque não me deram a chance de optar por encarar o pelotão olhos nos olhos. Se é para cair,que se caia de pé,de maneira digna.
Passarem-se alguns instantes e imaginei que a minha valentia não serviria para muita coisa e eu ainda poderia tombar morto em uma posição esquisita. Decidi que optaria por morrer deitado e de capuz…isto é o mais próximo que consegui imaginar de uma morte natural e suave, quase dormindo. Enfim, acho que este seria o meu ritual, no meio de tanta brutalidade, buscar o fim mais singelo e pacífico…faria de conta que tinha apenas colocado um pijaminha e começaria a contar carneirinhos. Se me dessem a chance de ainda fazer um último pedido, talvez fosse um leite morno com Nescau.

Doces férias de verão

castelo_areiaAh férias…Poder viajar com as crianças para descansar e aproveitar o verão. Que tal um resort ? Um parque aquático capaz de fazer inveja ao Wet’n Wild, comida infinita padrão cinco estrelas, bangalôs privativos de frente para o mar e de brinde, monitores com certificado ISO 9000, preparados para dominar os seus filhos em qualquer situação. O que mais se pode querer ?

Malas prontas. É hora de aproveitar. Chegamos com fome. Nada melhor do que nos deleitarmos com o primeiro banquete. Fusilli, brachiola, spaghetti e baldes de molho à bolognesa. Achei esquisito. Esta não é minha definição de banquete e nenhum imperador romano se empanturrava de pasta…Estava tudo com muito mais cara de Festa de San Genaro do que de refeição do grupo Fasano.

Eu penso comigo mesmo: deixe para lá… esqueça o seu preconceito com comida italiana, afinal você não saiu de férias para comer. O negócio é usufruir da praia maravilhosa.  Areia fina, mar azul…Mas onde sentar ? Vejo uma enorme variedade de itens sendo utilizada para reservar cadeiras…Livros, protetores solares, camisetas, toalhas, necessaires, sandálias e patinhos de borracha. Só faltou um escafandro. E cadeira livre que é bom, nada ? Parecia que tinha ocorrido uma invasão de dar inveja ao MST, com minifúndios arenosos, que apesar de tudo permaneciam improdutivos. Ah…é porque a família chegou tarde…Amanhã me vingarei de todos, serei uma espécie de Hezbollah do resort, disposto a qualquer coisa para conseguir o nosso lugar ao sol.

Coloco o despertador para às 6:00 AM. Um horário bastante nobre para se acordar em férias. Não importa…a minha missão é fincar minha bandeira naquele território hostil. Lá vou eu…Percebo que a moda deve ser tomar banho de lua, porque quando chego, encontro o mesmo quadro da tarde anterior. Cadeiras de frente para o mar absolutamente tomadas ao nascer do sol…Me resta a conquista de cadeiras longínquas, quase no manguezal e sob risco de ter o pé beliscado por caranguejos. Reflito e pondero. Ok, melhor do que nada… Espaço conquistado ! A esposa logicamente reclama mas o meu argumento que é melhor o manguezal do que a trilha sonora da piscina, turbinada pelos antigos sucessos do Compadre Washington, a convence. Flash back de Axé é para poucos e a visão de senhoras voluptuosas praticando hidroginástica é infinitamente pior do que ser perseguido por caranguejos furiosos.

Finalmente instalados ! Vamos aproveitar o dia ! Sol brilhando, calor e a criançada livre para fazer o que quiser. E o que eles querem fazer ? Nada em que você não esteja presente. Você explica que o entretenimento está a cargo dos monitores uniformizados e remunerados e que neste momento você não está disposto a ter esta função. A argumentação desta vez é fraca e derrotado, você começa a sua labuta de construção de um castelo de Versailles de areia, seguida da agradável prática de futevolêi a 40 graus. Você ainda se questiona porque só os seus filhos não se divertem com os tiozinhos do hotel. Caso perdido…a culpa é sua de qualquer maneira, afinal se eles não brincam é porque você falhou na educação. Preciso de férias destas férias…

Posts anteriores

Enter your email address to follow this blog and receive notifications of new posts by email.

Rumo a um bilhão de hits

  • 75.821 hits

Páginas mais populares

Mostarda mas não falha
Piu-piu sem Frajola
janeiro 2015
S T Q Q S S D
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  
%d blogueiros gostam disto: